Volte ao SPIN
SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Identidade D

Cantanhede: Última esperança de Serra é Dilma perder voto por causa da exigência de 2 documentos no TSE

Por Miguel do Rosário, em seu blog
 
Essa aí me deu um calafrio na espinha. Incrível o cinismo desses caras. Eles mencionam a possibilidade de um segmento inteiro da população ser privado de um direito político fundamental, e acham que isso é válido e positivo para garantir uma eventual vitória de um candidato...

Eliane Cantanhede, em sua coluna de hoje, cita a declaração de Carlos Augusto Montenegro, presidente do Ibope, para lembrar que a exigência de dois documentos, decretada em cima da hora pelo TSE, dirigido por "jênios", pode afetar e mudar o resultado eleitoral deste ano. E fala isso sem a mínima emoção, como se fosse uma coisa normal.

Segue o trecho da coluna em que ela fala dessa possibilidade:

 
A esta altura, a oposição luta não para ganhar, mas para garantir segundo turno. Se depender só dos programas, é improvável. Mas há outros fatores em jogo, e um deles, como lembra Carlos Augusto Montenegro, do Ibope, é a exigência de dois documentos para votar - o título de eleitor mais um outro com foto. Isso pode gerar alguma quebra de voto para Dilma no Nordeste e entre a população de baixa renda. Se ela disparar, é bobagem. Mas, se a margem para vencer no primeiro turno for estreita, qualquer tremelique pode fazer diferença.

Com o massacre que se delineia no horizonte, é bem provável que essa exigência não faça diferença nas eleições majoritárias. Mas isso não exime o TSE desta odiosa irresponsabilidade. A lei foi sancionada pelo presidente Lula, e visa combater fraude eleitoral. Mas a sua aplicação para esta eleição é responsabilidade do TSE, que deveria tê-la transferido apenas para 2012, dando tempo ao Estado e aos cidadãos para se adaptarem a mudança.
 
 
Meu comentário
 
Estou vivendo isso na própria pele, estou tentando tirar a 2a. via da minha carteira de identidade aqui no Sul do Maranhão.
Há um carro do governo estadual tirando documentos, é rapidinho e não paga nada, disseram-me
Mentira!
A carteira de identidade custa R$ 18,60, demora prá caramba, um rapaz que estava lá desde as 8 horas não havia conseguido pegar sua carteira de identidade, no momento eram 15 horas da tarde.
A funcionária da empresa, quando questionei, me disse que a empresa que estava tirando os documentos era dos EUA, tendo sido contratada pelo governo do Estado, não se isto é verdade.
Perguntei se o serviço tinha a ver com a exigência do TSE e ela me disse que não, que estão fazendo como rotina mesmo e que só tem um carro andando por todo o Maranhão para tirar tais documentos.
Enfim, milhões de pessoas deixarão de votar por causa desta exigência do TSE,
O DEM, sabendo que o eleitorado de Lula em grande parte não tem tais documentos, incluiu esta pegadinha na Lei Eleitoral.
Muito lamentável, não tenho a menor idéia do que possa ser feito para evitar que isso não se converta num desastre prá Dilma devido à abstenção dos eleitores da classe D por causa desta exigência do TSE.
 
 
 
P.S.  esta postagem foi enviada por email para o blog, não sei como ficou, salvei na pasta racunho, em seguida publiquei, é que é impossível postar diretamente no blog, aqui não é internet banda larga
 

Nenhum comentário: