Volte ao SPIN
SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O medo toma de conta em Honduras: mais um jornalistas assassinado

Mais um jornalista é assassinado em Honduras

Da Prensa Latina, no site do PT

Com a morte de Israel Zelaya, já são 10 os jornalistas assassinados em Honduras no ano em curso, informaram nesta quarta-feira, 25, as autoridades.

O corpo do repórter foi encontrado durante a noite com três disparos na cabeça, em uma plantação de cana-de-açúcar nas proximidades da cidade de Villanueva, a 200 kilómetros ao norte da capital hondurenha, informou o porta-voz do Ministério de Segurança, Leonel Sauceda.

De acordo con o funcionário, Zelaya tinha sido sequestrado e trasladado em um táxi na região, onde o assassinaram.O jornalista, de 62 anos, trabalhava para a Rádio Internacional de São Pedro Sula, e três meses antes denunciou que um grupo de desconhecidos incendiou sua casa.

Com este caso se eleva a 10 o número de crimes contra trabalhadores da imprensa, um dos setores mais afetados pela repressão no país depois do golpe de Estado de 2009. Mais de 300 agressões contra a categoria foram denunciadas. As informações falam de assassinatos, abusos, intimidação, censura e até fechamento de meios de comunicação.

Apesar disso, apenas duas pessoas foram até agora punidas por vínculos com os crímes. As vítimas fatais são Joseph Ochoa, do canal 51; David Meza, da Rádio El Patio; José Bayardo Mairena y Víctor Manuel Juárez, da Rádio Súper 10, Nahum Palacios, da Televisão de Aguán; Luis Chévez, da emisora W105; Georgino Orellana, de um canal de San Pedro Sula e Nicolás Asfura, radialista.

Prensa Latina

http://www.pt.org.br/portalpt/noticias/internacional-1/mais-um-jornalista-e-assassinado-em-honduras-17391.html

Meu comentário

Aí um dos exemplos de medo de Obama: a aceitação da manutenção dos golpistas no poder em Honduras
Tá ai a liberdade de imprensa que eles dizem ter agora, com a deposição de Zelaya pelos trogloditas
A mídia nacional, esta defensora ferrenha da "liberdade de imprensa" silenciou-se sobre a morte deste jornalista em Honduras: ninguém viu nada....,,,
Bando de covardes isso sim

Nenhum comentário: