Volte ao SPIN

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O medo toma de conta em Honduras: mais um jornalistas assassinado

Mais um jornalista é assassinado em Honduras

Da Prensa Latina, no site do PT

Com a morte de Israel Zelaya, já são 10 os jornalistas assassinados em Honduras no ano em curso, informaram nesta quarta-feira, 25, as autoridades.

O corpo do repórter foi encontrado durante a noite com três disparos na cabeça, em uma plantação de cana-de-açúcar nas proximidades da cidade de Villanueva, a 200 kilómetros ao norte da capital hondurenha, informou o porta-voz do Ministério de Segurança, Leonel Sauceda.

De acordo con o funcionário, Zelaya tinha sido sequestrado e trasladado em um táxi na região, onde o assassinaram.O jornalista, de 62 anos, trabalhava para a Rádio Internacional de São Pedro Sula, e três meses antes denunciou que um grupo de desconhecidos incendiou sua casa.

Com este caso se eleva a 10 o número de crimes contra trabalhadores da imprensa, um dos setores mais afetados pela repressão no país depois do golpe de Estado de 2009. Mais de 300 agressões contra a categoria foram denunciadas. As informações falam de assassinatos, abusos, intimidação, censura e até fechamento de meios de comunicação.

Apesar disso, apenas duas pessoas foram até agora punidas por vínculos com os crímes. As vítimas fatais são Joseph Ochoa, do canal 51; David Meza, da Rádio El Patio; José Bayardo Mairena y Víctor Manuel Juárez, da Rádio Súper 10, Nahum Palacios, da Televisão de Aguán; Luis Chévez, da emisora W105; Georgino Orellana, de um canal de San Pedro Sula e Nicolás Asfura, radialista.

Prensa Latina

http://www.pt.org.br/portalpt/noticias/internacional-1/mais-um-jornalista-e-assassinado-em-honduras-17391.html

Meu comentário

Aí um dos exemplos de medo de Obama: a aceitação da manutenção dos golpistas no poder em Honduras
Tá ai a liberdade de imprensa que eles dizem ter agora, com a deposição de Zelaya pelos trogloditas
A mídia nacional, esta defensora ferrenha da "liberdade de imprensa" silenciou-se sobre a morte deste jornalista em Honduras: ninguém viu nada....,,,
Bando de covardes isso sim

Nenhum comentário: