Volte ao SPIN

sábado, 14 de agosto de 2010

Lance rápido


Não podemos negar que Zé Serra é apoiado por 4 partidos: Roberto Jefferson (uma vez que do PTB somente RF apoia Zé Serra), PSDB, DEM e PIG (Partido a Imprensa Golpista, este formado pelo cartel Veja, Folha, Globo, Folha e, o nem tanto engajado Estadão mas também parte do partido)


Destes,  o PIG é o mais forte, com influência no eleitorado, por sinal a entidade que representa as empresas de comunicação, através de uma senhora de nome Judith, afirmou que os partidos de oposição são fracos e que a imprensa teria que assumir tal papel, o que é um atentado à CF, pois reza a lei maior que a Globo, por ser concessionária de serviço público tem que ser imparcial, tal como uma empresa de transporte público ou que forneça água ou energia para o cidadão, pois imagina só a insegurança que causaria um ônibus carregando somente tucanos. As redes de TV são obrigadas a seguir o mesmo modelo para as demais concessionárias de serviço público.

O que me indigna é que ninguém enfrenta estes criminiosos, o Ministério Público Eleitoral já deveria ter enquadrado a Globo e, se não faz isso, a nossa democracia corre risco, estas eleições podem ficar seriamente ameaçadas, o que será um grande prejuizo para o Brasil.

Desde quando somos obrigados a votar no candidato do PIG só porque ele é mais bonito do que a ministra Dilma

P.S. 1 - ah sim, o link para a imagem  acima

P.S.2 -  Comentários no Blog do Eduardo Guimarães, já linkado anteriormente:

Miguel Oliveira:
Duas coisas: primeiro, ele não é mais bonito que os outros. Segundo, acho que a justiça nada faz porque não é provocada. Essa provocação deve caber ao PT, em minha opinião.

Elias São Paulo SP:
O "nem, tanto engajado Estadão" na 1ª página de hoje, sábado: Fala da pesquisa Datafolha, mas só publica vantagem de Alckmin, nada de Dilma 41% e Serra 33%. Não se iluda, jornalão, revistão, rádio e televisão nadam de braçada no mesmo esgoto.

IV Avatar:
Miguel e Elias, obrigado pelas informações, de fato o Estadão está engajadíssimo, quanto a feiura o figura ganha disparado de todos

Um bom fim de semana,


Do blog do  Paulo Henrique Amorim:

Classe C pode eleger o Piñera, depois da Dilma.
Ley de Médios já !
                             Piñera: Dantas ou Collor ? Ou os dois ?

Este Conversa Afiada discutiu recentemente o papel da Classe C na eleição – “A Classe C vai eleger a Dilma e, depois, o Berlusconi ?”

E o que pode vir depois: a mesma Classe C eleger um Berlusconi.

Essa reflexão nasceu de uma conversa com o meu cunhado, o Dany, que, na sequência, ofereceu outras ponderações a partir do exemplo chileno.

Aqui vai o e-mail que ele me mandou. (A tradução não é ao pé da letra.)

As classes médias brasileiras parecem incapazes de perceber que sua fantástica ascensão é o resultado da política de Lula e que, de um golpe, as próximas eleições (ou as que se seguirem) podem reservar dolorosas surpresas.

Eu acrescento um caso clinico dos efeitos desta despolitização num país vizinho do Brasil.

No Chile, a presidente de esquerda, Michelle Bachelet desfrutava de uma aprovação próxima de 70%.

Ela adotou uma política keynesiana corajosa em pleno contexto ultraliberal (*) e melhorou significativamente a sorte das classes médias, além de fortalecer serviços públicos como a Educação e a Saúde.

Porém, o candidato de esquerda à sucessão de Bachelet foi derrotado por um golden boy, Sebastián Piñera.

Piñera é admirador de Berlusconi e de Menen, se envolveu em vários escândalos, é proprietário (**) da Lan Chile, da cadeia de televisão Chilevision, e detentor de fortes participações no Colo-Colo, lendário clube de futebol chileno, e em quase todos os setores imagináveis da economia chilena: construção civil, fundos de pensão, postos de gasolina, bancos, vinhedos, telefonia, seguro saúde etc.

Evidentemente, logo que assumiu Piñera trouxe para o Governo antigos colaboradores do regime de Pinochet.

Bachelet simplesmente se esqueceu de que o desenvolvimento econômico não basta.

É importante formar e informar (***) a população, ou seja, politizá-la, para que possa perceber com clareza onde estão os seus verdadeiros interesses.

Acho que vale a pena meditar sobre isso, no Brasil.

Até o próximo bacalhau e, sobretudo, uma boa caipirinha.

Abraços

Dany

Em tempo: o Brasil já tem o seu Piñera. O “brilhante” Daniel Dantas. Mas, talvez, antes das eleições de 2014, ele passe a ver o sol nascer quadrado.


(*) Como se sabe, o ultra-neo-liberalismo de Serra e FHC nasceu dos “Chicago Boys” do Pinochet. (PHA)

(**) Piñera cumpriu compromisso de campanha e vendeu as ações que tinha na Lan Chile.

(***) É por isso que, ou a Dilma ou faz uma Ley de Médios, ou dança. Ela não é o Lula, que levou o PiG (****) no bico.

(****) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

http://www.conversaafiada.com.br/mundo/2010/08/14/classe-c-pode-eleger-o-pinera-depois-da-dilma-ley-de-medios-ja/

Nenhum comentário: