Volte ao SPIN
SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Últimas notícias D

Brizola Neto: Serra quer a "limpeza étnica" na web

O conceito de liberdade de imprensa de Serra é muito curioso. Enquanto espalha e paga brucutus para invadirem a rede divulgando mensagens inverídicas sobre seus adversários e apresenta na TV favelas falsas e imitações, acusa o governo de financiar “blogs sujos”, que “perseguem” jornalistas, como conta a insuspeita Folha de S.Paulo.


Onde foi isso Serra ? Claro, no Congresso Brasileiro de Jornais, evento dos donos dos meios de comunicação

Continue lendo
 
O jornalismo "limpinho" da Folha
 
Por Brizola Neto, em seu blog
 
Nem um boletim de campanha de Serra seria mais propagandístico do que a manchete da Folha de S.Paulo de hoje. O jornalão paulista tratou do debate entre os presidenciáveis que promoveu pela internet, em parceria com o UOL, com a seguinte chamada: “Serra parte para o ataque”. O tucano agradece.

Com base na chamada de primeira página, a Folha podia ter feito várias manchetes. Dizer que Dilma apontou “calúnia” do tucano, que Marina poupou Lula e criticou Serra, que Serra culpou o governo Lula por ações da gestão tucana ou que Dilma citou números irreais. Tudo isso constava do resumo feito pelo próprio jornal do que foi o debate. Mas a Folha pinçou para a sua manchete “Serra parte para o ataque”.

Imagino que deva ser esse o jornalismo limpinho que Serra gosta. Afinal, com tantas opções, o jornal distinguiu Serra não só com a manchete, como com a foto que ocupa todo o alto de página, na qual ele é o único em foco e aparece se dirigindo a Dilma.

A Folha de S.Paulo, como seu título diz, é um jornal paulista. Vê o Brasil a partir de uma ótica das elites paulistanas. Por isso tanta identidade com Serra. Seu provincianismo se reflete nos auto-elogios e no papel a que submete seus jornalistas, alguns aceitam com prazer desmedido, de relevar as coisas que o jornal faz


Continue lendo
 
 
 

Nenhum comentário: