Volte ao SPIN

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Últimas notícias D

Brizola Neto: Serra quer a "limpeza étnica" na web

O conceito de liberdade de imprensa de Serra é muito curioso. Enquanto espalha e paga brucutus para invadirem a rede divulgando mensagens inverídicas sobre seus adversários e apresenta na TV favelas falsas e imitações, acusa o governo de financiar “blogs sujos”, que “perseguem” jornalistas, como conta a insuspeita Folha de S.Paulo.


Onde foi isso Serra ? Claro, no Congresso Brasileiro de Jornais, evento dos donos dos meios de comunicação

Continue lendo
 
O jornalismo "limpinho" da Folha
 
Por Brizola Neto, em seu blog
 
Nem um boletim de campanha de Serra seria mais propagandístico do que a manchete da Folha de S.Paulo de hoje. O jornalão paulista tratou do debate entre os presidenciáveis que promoveu pela internet, em parceria com o UOL, com a seguinte chamada: “Serra parte para o ataque”. O tucano agradece.

Com base na chamada de primeira página, a Folha podia ter feito várias manchetes. Dizer que Dilma apontou “calúnia” do tucano, que Marina poupou Lula e criticou Serra, que Serra culpou o governo Lula por ações da gestão tucana ou que Dilma citou números irreais. Tudo isso constava do resumo feito pelo próprio jornal do que foi o debate. Mas a Folha pinçou para a sua manchete “Serra parte para o ataque”.

Imagino que deva ser esse o jornalismo limpinho que Serra gosta. Afinal, com tantas opções, o jornal distinguiu Serra não só com a manchete, como com a foto que ocupa todo o alto de página, na qual ele é o único em foco e aparece se dirigindo a Dilma.

A Folha de S.Paulo, como seu título diz, é um jornal paulista. Vê o Brasil a partir de uma ótica das elites paulistanas. Por isso tanta identidade com Serra. Seu provincianismo se reflete nos auto-elogios e no papel a que submete seus jornalistas, alguns aceitam com prazer desmedido, de relevar as coisas que o jornal faz


Continue lendo
 
 
 

Nenhum comentário: